Taís tinha 13 anos e foi morta a pedradas
Taís tinha 13 anos e foi morta a pedradas
Taís tinha 13 anos e foi morta a pedradas

A Polícia Civil de Foz do Iguaçu informou que as meninas de 18 e 15 anos, acusadas de matar Taís Cristina Martins, de 13 anos, à pedradas, na última quarta-feira (8), confessaram a autoria e motivação do crime que chocou a cidade. O laudo do Instituto Médico Legal confirmou que a menor teve traumatismo craniano causado pelas pedras.

Taís estava saindo da escola quando foi levada pelas garotas para uma área aos arredores da Subestação de Furnas, entre os bairros Cidade Nova e Vila C. Segundo o delegado Marcos Araguari de Abreu, a maior relatou que apenas segurou a vítima e as pedradas foram dadas pela menor.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

De acordo com os depoimentos concedidos até o momento, o crime aconteceu porque Taís estaria saindo com o namorado da menor infratora. “Seria um crime passional”, disse Alexandre Macorin, delegado-chefe da Polícia Civil. Os nomes das envolvidas ainda não foram divulgados pela polícia.

Em entrevista à Rádio Cultura, na quarta-feira, a mãe da vítima, informou que as duas garotas acusadas pela morte seriam amigas de Táis. “Uma falsa amiga que levou ela para a emboscada”, disse Maria Aparecida Gonçalves Martins.

O corpo de Taís Cristina Martins foi enterrado no final da tarde de ontem, no cemitério novo do Três Lagoas.

Fonte: Rádio Cultura Foz