Na tarde da última quinta-feira (6), uma coletora de materiais recicláveis encontrou sete fetos humanos, um rim e um coração em galões de plástico, usados para produtos de limpeza e potes de maionese. Os órgãos foram encontrados na estrutura que sustentava o assoalho da antiga Santa Casa Monsenhor Guilherme, fundada em 1940 e desativada em 2006.

Os órgãos estavam imersos em formol, o que impediu a decomposição pelo tempo. Alguns frascos tinham indicações do ano de 2003. Peritos da criminalística recolheram os materiais e encaminharam para o Instituto Médico Legal (IML) de Foz do Iguaçu. Os investigadores da Polícia Civil também compareceram no local, um inquérito será aberto para esclarecer o fato tratado inicialmente como crime ambiental.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os galões foram encontrados em razão da demolição dos prédios. A área pertence agora a uma empresa privada. A demolição começou há um mês, os prédios abandonados eram frequentados por moradores em situação de rua e usuários de drogas.

A prefeitura de Foz do Iguaçu informou que a área é particular e que a estrutura era mantida por uma entidade filantrópica.

Portal Guaíra com informações do Massa News