Interessados em participar da concorrência pública para as obras da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai terão até as 9h30 do dia 9 de abril para encaminhar propostas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Suspenso desde o dia 28 de fevereiro, o edital de licitação foi reaberto na quarta-feira (6). A medida, em caráter preliminar, havia sido anunciada um dia antes da data marcada para a apresentação e abertura dos envelopes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A ponte, incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), será construída ligando Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e Presidente Franco, no Paraguai, próximo à fronteira com a Argentina. De acordo com o edital, o prazo para a conclusão da obra é de 960 dias – cerca de dois anos e oito meses.

Explicações do Dnit na época da suspensão indicavam que o documento precisaria passar por ajustes. Não havia sido prevista de que forma poderiam ser empregados na obra mão de obra e materiais de construção estrangeiros. Lançado no dia 31 de dezembro de 2012, o edital n.º 889/2012 não especifica o valor mínimo das propostas. No entanto, a Lei Orçamentária da União para 2013 reserva R$ 86 milhões para o início da construção.

Com 760 metros de comprimento e estaiada, a obra será uma das maiores do gênero no país. A obra ajudará a desafogar o trânsito na Ponte da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, e quando interligada à futura Perimetral Leste, desviará do centro da cidade o tráfego de caminhões pesados que entram e saem do país pela região.

Fonte: G1