Não é só o aspecto turístico a ser evidenciado com a revitalização da Ponte da Amizade, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai. A obra também vai proporcionar a inserção de detentos de bom comportamento na sociedade. Eles entram nesse processo com a mão de obra para realização das melhorias. A informação é do presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico de Foz do Iguaçu), Danilo Vendrúscolo. Para cada três dias de trabalho, os detentos poderão descontar um dia da pena.

ponte-da-amizade-foz

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A empresa responsável pela elaboração do projeto de revitalização da Ponte da Amizade acaba de ser anunciada. Das três empresas que apresentaram as propostas, a vencedora foi a Stadium, do arquiteto José Teodoro, responsável pelo atual projeto da aduana. As obras devem ser iniciadas ainda neste ano.

A escolha da empresa foi feita pela câmara técnica do Codefoz, com ampla autonomia. Os valores em torno do investimento para a revitalização serão apresentados na próxima reunião do Codefoz, marcada para o dia 17 de abril.

O projeto envolve várias etapas, como paisagismo, limpeza, retirada de tapumes, de cercas, abertura do mirante, esse concluído em 2006 e até o momento não utilizado. A intenção também é explorar melhor o obelisco projetado por Oscar Niemeyer.

Fonte: Vandré Dubiela/O Paraná