O corpo da estudante Martina Piazza Conde, de 26 anos, assassinada em Foz do Iguaçu, seguiu para Montevidéu (UR) na tarde de sábado (8) onde será sepultada. O avião oficial do governo do Uruguai deixou o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu às 16h15. No voo seguiram alguns familiares da uruguaia que estavam na cidade desde a noite de quinta (6).

FOZ-ESTUDANTE-UNILA-ENCONTRADA-MORTA03-450x600De acordo com o laudo concluído na tarde de sexta-feira (7) pelo Instituto Médico Legal (IML), a estudante morreu em decorrência de asfixia mecânica provocada por “estrangulamento e enforcamento por fio elétrico”. Martina, que estava desaparecida desde segunda (3), era aluna do curso de Antropologia da Universidade Antropologia na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila). O corpo da uruguaia foi encontrado na quinta no apartamento de amigos que estavam viajando.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Imagens das câmeras de segurança do prédio ajudaram a Polícia Civil a identificar o suspeito de tê-la assassinado. Segundo a polícia, trata-se de um brasileiro, desempregado e que não estuda na Unila. Para não atrapalhar as investigações, a identidade do rapaz que tem entre 20 e 30 anos não foi divulgada. Segundo o delegado Geraldo Evangelista, responsável pelo caso, suspeito é considerado foragido.

Fonte: G1