Funcionários recolocaram grades de proteção na passarela das Cataratas do Iguaçu no fim da manhã desta sexta-feira (4) (Foto: Cataratas do Iguaçu S.A. / Divulgação)

Depois de quase 24 horas interditada, a passarela da Garganta do Diabo, nas Cataratas do Iguaçu, no oeste do Paraná, voltou a ser liberada no início da tarde de sexta-feira (4). Na quinta-feira (3), quando o acesso foi interditado, segundo a direção do parque nacional a vazão passou de 9 milhões de litros de água por segundo, cerca de seis vezes acima do volume normal de 1,5 milhão de l/s.

Perto das 10h de sexta, passavam pelas quedas o equivalente a 7 milhões de l/s. Por medida de segurança, todas as grades de ferro foram retiradas. Ainda de acordo com a direção da reserva, as demais trilhas continuaram abertas. A vazão é constantemente monitorada e, caso volte a subir, a passarela poderá ser novamente interditada.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

No lado argentino, a passarela principal também foi fechada na quinta e reaberta na manhã de sexta. Já os passeios de barco pelo rio estão sendo mantidos normalmente.

A maior cheia no atrativo foi registrada no dia 9 de junho de 2014, quando a vazão passou de 46,7 milhões de l/s.

A previsão é de que o Rio Iguaçu, que nasce na Região Metropolitana de Curitiba e corta todo o estado até Foz do Iguaçu, permaneça com níveis altos para os próximos dias, já que as chuvas ao longo de todo o leito continuam. Com os reservatórios cheios, as usinas hidrelétricas acabam liberando o excedente de água não usado na produção de energia.

No outro extremo da cidade, a Usina de Itaipu está com o vertedouro aberto desde meados de novembro. No dia 22 de novembro, todas as três calhas ficaram abertas por quatro horas para liberarem o excesso de água. Desde então, uma delas está sendo usada para controlar o nível do reservatório.

Com a cheia do Rio Iguaçu, funcionários do Parque Nacional retiram as grades de proteção da passarela na quinta-feira (3) (Foto: Divulgação/Cataratas do Iguaçu S.A.)
Com a cheia do Rio Iguaçu, funcionários do Parque Nacional retiram as grades de proteção da passarela na quinta-feira (3) (Foto: Divulgação/Cataratas do Iguaçu S.A.)

Portal Guaíra com informações do G1