[dropcap color=”#dd3333″]A[/dropcap]ção conjunta entre servidores da Receita Federal, policiais do BPFron e da Força Nacional pela Operação Fronteira Integrada resultou na apreensão de aproximadamente 60 kg de maconha na aduana da Ponte Internacional da Amizade no fim de semana.

Uma das apreensões ocorreu no sábado (2), por volta das 16h, quando foi abordado um táxi paraguaio ocupado pelo condutor e duas passageiras, ambas menores de idade. Em revista nos pertences das adolescentes, foram encontrados embaixo dos pés delas, cerca de 48 tabletes de maconha envoltos por uma fita adesiva de cor escura. Em depoimento, as menores afirmaram não saber para quem seria entregue a droga e que a comunicação era feita por meio de um número de celular desconhecido. Elas eram moradores de Campos dos Goytacazes-RJ e embarcariam para a cidade de São Paulo-SP ainda na noite de sábado.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Elas foram encaminhadas juntamente com a droga, pesada em 19,5kg, para os procedimentos legais cabíveis.

Já na tarde de domingo (3), por volta das 17h, foi abordado um ônibus da linha Assunção – São Paulo-SP. Durante vistoria no bagageiro do veículo, foram encontrados, dentro das malas de dois passageiros paraguaios, aproximadamente 58 tabletes de substância análoga a maconha. Ao perceberem que seriam fiscalizados, os dois fugiram a pé sentido Paraguai. Apesar de não terem sido capturados, eles foram devidamente identificados.

O entorpecente totalizou 39,78 kg e foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal para os procedimentos legais cabíveis.

A Operação Fronteira Integrada está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalização atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.

Portal Guaíra com informações BPFron