ad

O Facebook anunciou na terça-feira (15) o lançamento de uma ferramenta de buscas chamada Graph Search (Busca Social, em português), uma maneira de pesquisar por conteúdo compartilhado por amigos ou usuários que têm perfil público na rede social.

No início da apresentação, Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, enfatizou as diferenças do seu mecanismo de buscas com o que ele chamou de “pesquisa na web”, uma clara referência ao Google. “O Graph Search foi projetado para mostrar a você respostas e não os links para as respostas”, afirmou ele.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

À la Google, porém, o Graph Search funciona com a função de autocompletar. No teste feito durante a apresentação, um dos funcionários da empresa começou a fazer uma busca por “Amigos que”, e a busca sugeriu “Amigos que trabalham no Facebook”, “Amigos que moram em San Francisco”, “Amigos que cursaram a Universidade de Stanford”, entre outros.

Os resultados serão ordenados de acordo com a proximidade entre os usuários, mas também há espaço para “explorar novas conexões”. Imagine que você conheceu alguém numa festa que se chama Fernanda e só se lembra que ela é amiga em comum do Pedro e cursou a Universidade Federal do Paraná. A ideia é ir no sistema de busca do Facebook e perguntar por “Fernanda que é amiga do Pedro e cursou a UFPR”; com sorte, ela aparece nos resultados.

Busca de fotos

A busca por fotos será definida pelo que o Facebook chama de “melhores fotos”, uma lista baseada em imagens com o maior número de likes, comentários e compartilhamentos. Também há uma opção para definir o local ou a data da foto, como “Fotos dos meus amigos tiradas em Paris” ou “Fotos dos meus amigos antes de 1990”. Uma outra característica da ferramenta é pesquisar todas as fotos na qual o usuário já deu “like”.

Favoritos

A área de favoritos, em que o usuário pode curtir filmes, livros, série de televisão, música, esportes, entre outros assuntos, também fará parte do novo mecanismo. O apresentador citou exemplos de buscas que poderão ser feitas, como “Séries de TV curtidas por médicos”, “Músicas curtidas por pessoas que curtem Mitt Romney” e “Línguas faladas pelos meus amigos”.

Locais

O Facebook Locais (chamado de Facebook Places em inglês) também integrará a nova ferramenta. Com isso, será possível cruzar pesquisas com check-ins feitos pelos amigos na rede social. Alguns exemplos: “Restaurantes em San Francisco curtidos pelos meus amigos da Índia”, “Países visitados pelos meus amigos” e “Bares em Dublin curtidos por pessoas que vivem em Dublin”.

Privacidade

No fim da apresentação, Zuckerberg voltou ao palco para anunciar que a ferramenta ainda está em fase beta e não há data para ela começar a aparecer para os usuários. Ele afirmou que antes do lançamento, os usuários poderão revisar todas as suas informações e escolher o que querem ou não ter listado no sistema de busca. “É uma maneira completamente nova de encontrar informações no Facebook”, afirmou.