O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a decisão liminar que garantia a redução de tarifas em praças de pedágio das concessionárias Caminhos do Paraná e Viapar. As decisões do ministro João Otávio de Noronha do dia 28 de junho foram publicadas na segunda (1º) no Diário da Justiça Eletrônico. As concessionárias poderão voltar a reajustar os valores em 25,77% nos pedágios da Caminhos do Paraná, e 19,02% nas praças da Viapar.

De acordo com o ministro, a redução das tarifas interfere nos contratos de concessão “de maneira precipitada” e pode prejudicar a capacidade financeira das empresas, comprometer obras de manutenção das rodovias e colocar em risco a segurança dos usuários.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Com a determinação do STJ, a decisão de abril do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que determinou a redução das tarifas cobradas no âmbito das investigações da Operação Integração I e II deixa de valer.

Veja as praças afetadas pela decisão

VIAPAR
Arapongas
Marialva
Presidente Castelo Branco
Floresta
Campo Mourão
Corbélia
Caminhos do Paraná

Prudentópolis
Irati
Porto Amazonas
Imbituva
Lapa

Portal Guaíra com informações do Bem Paraná