Desde quarta-feira (19), cerca de 35 empregados da Sanepar, dois mergulhadores do Corpo de Bombeiros e a equipe técnica do setor de hidrologia de Itaipu, trabalham para aprofundar em cerca de um metro o ponto de sucção da água do lago de Itaipu e normalizar o fornecimento de água tratada em Foz do Iguaçu.

Cerca de 70% da água consumida em Foz é extraída do lago da hidrelétrica. A estiagem está reduzindo o volume de água armazenado pela barragem e comprometendo a captação da Sanepar, que ficou acima do nível.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Para adequar o sistema de captação da Sanepar aos níveis atuais do lago de Itaipu, a empresa está executando o rebaixamento da captação para que a tomada de água seja mais profunda. Além disso, os técnicos também trabalham na interligação do sistema de captação flutuante, o que vai garantir o abastecimento com água tratada mesmo com a redução do nível do lago.

Para executar esses serviços foi indispensável interromper o funcionamento da captação, provocando desabastecimento em algumas regiões da cidade. Durante todo o período em que o abastecimento de água foi afetado a empresa atendeu a hospitais, clínicas médicas, postos de saúde e prontos-socorros com caminhões-pipa. Nesse período, mais de 952 mil litros de água foram distribuídos para estes locais.

Fonte: O Paraná