(Foto: Athlético.com.br)

ad

O Athlético Paranaense vai terminar a temporada 2019 com o título da Copa do Brasil na conta e o sentimento de trabalho bem feito. A equipe está classificada para a Libertadores e já pensa nos preparativos do próximo ano. Sem o treinador Tiago Nunes, que assinou com o Corinthians, o Furacão tem como principal objetivo encontrar um substituto perfeito e com o mesmo perfil. Apesar da dificuldade em conseguir isso, é uma busca necessária para um time que sonha com o título continental nos próximos anos.

Após um início de ano irregular, com alguns problemas dentro de campo, o Athlético conseguiu se encontrar sob o comando de Tiago Nunes e mostrou que poderia fazer uma boa temporada. A surpreendente vitória contra o Boca Juniors, por 3 a 0, animou os torcedores. A partida disputada em abril, na Arena da Baixada, foi válida pela Copa Libertadores e mostrou o potencial da equipe rubro-negra.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O maior sucesso do Furacão surgiu alguns meses depois, no dia 18 de setembro, durante a final da Copa do Brasil. A equipe comandada ainda pelo treinador dominou o Internacional e venceu os dois jogos da decisão. Foi 1 a 0 na Arena da Baixada, com quase 40 mil torcedores, e 2 a 1 no Beira-Rio. Isso não só garantiu o primeiro título do Athlético no torneio como também carimbou uma vaga na próxima Libertadores da América.

A notícia ruim da temporada veio em novembro, após uma negociação fracassada entre Tiago Nunes e o Athlético. Ele não renovou contrato e foi demitido pelo clube após assinar com o Corinthians. Agora, a diretoria procura um substituto para o próximo ano e busca alguém com o mesmo perfil. Os nomes de Felipe Conceição, Roger Machado e até mesmo Rogério Ceni circulam em alguns jornais sobre o assunto.

Final de temporada

Até a 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Athlético será comandado pelo interino Eduardo Barros. O treinador de 34 anos terá como responsabilidade terminar a disputa nacional em alta, mantendo a sequência positiva do time no torneio. Os palpites de futebol hoje colocam o Furacão como um time com grandes chances de terminar no G4, mesmo com a vaga na próxima Libertadores garantida. O sonho pelo título continental, após fracassar este ano, continua de pé.

O Athlético não conseguiu superar a tradição do Boca Juniors nas oitavas de final em 2019. Apoiado por mais de 34 mil torcedores na Arena, o Furacão acabou perdendo as duas partidas das oitavas de final contra os argentinos e foi eliminado da competição. A queda foi até bem digerida por torcedores e jogadores, já que o rival era um dos melhores times da Libertadores e a disputa foi equilibrada.

É preciso esquecer e aprender com a derrota. O Athlético tem conseguido evoluir aos poucos e, em dois anos, colecionou títulos como a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil. O novo treinador vai pegar um time em alta e com um excelente planejamento. É a fórmula quase perfeita para o sucesso, o que deixa torcedores e até mesmo jogadores animados para defender as cores do Furacão na Arena.

Portal Guaíra via Assessoria