Itaipu Binacional

As usinas hidrelétricas e termelétricas instaladas no Paraná geraram 9,1 mil megawatts (MW) médios em setembro, o equivalente a 16,9% de toda a energia produzida no País. Os números são ligeiramente menores que os do mês anterior, quando o Estado contribuiu com 9,3 mil MW médios, ou 18,1% do total nacional. Ainda assim, o Paraná se manteve no topo dos geradores de energia pelo 21º mês consecutivo.

A última vez em que o Estado não liderou o ranking foi em dezembro de 2012, quando São Paulo ocupou a primeira posição. No mês passado, as usinas paulistas geraram 6,1 mil MW médios, ou 11,2% da produção brasileira. Minas Gerais ficou na terceira posição, com 4,9 mil MW médios, ou 9,1% do total. Os dados são do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em 2013, Paraná, São Paulo e Minas chegaram a responder, juntos, por metade da geração de energia do País, mas no mês passado não somaram mais que 37% do total. O motivo é a estiagem no Sudeste, que reduz significativamente a atividade das hidrelétricas paulistas e mineiras.

No domingo, os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste – o principal do País – ocupavam apenas 21,4% de sua capacidade máxima, ao passo que os do Sul do País estavam em 91,5%, segundo o ONS. A previsão do operador é de que, até o fim do mês, os reservatórios do maior subsistema vão baixar ainda mais, chegando a 19% da capacidade. Para o Sul, a projeção é de 91,7%.

Usinas

No Paraná, o ONS contabilizou a produção de energia das termelétricas de Araucária e Figueira, ambas da Copel, e de dez hidrelétricas: Governador Bento Munhoz da Rocha (Foz do Areia), Governador José Richa (Salto Caxias), Governador Ney Braga (Segredo), Governador Parigot de Souza (Capivari-Cachoeira), Salto Osório, Salto Santiago, Fundão, Santa Clara e Mauá, além da parcela da energia de Itaipu que é destinada ao Brasil.

Itaipu Binacional
Itaipu Binacional

Fonte: O Paraná