O presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), realizou um ato eleitoral nesta terça-feira (18), em Juiz de Fora (MG), onde foi esfaqueado durante a campanha de 2018. O chefe do Executivo esteve acompanhado do governador reeleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), de prefeitos e de vereadores e afirmou que ganhará as eleições deste ano.

“Hoje é um dia muito especial para mim, porque aqui em Juiz de Fora eu renasci em 2018. E aqui eu fiz um vídeo agradecendo aos médicos da Santa Casa, que salvaram minha vida”, disse Bolsonaro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O candidato à reeleição ainda atacou seu adversário no segundo turno da disputa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Nós estamos do lado da verdade, e ele, da mentira. Olha, eu acho que pode chamar de ladrão porque ele é um superladrão.”

Na sequência, Bolsonaro pediu a seus apoiadores que convencessem os eleitores indecisos nessa reta final da eleição. O segundo turno ocorrerá em 30 de outubro, o último domingo do mês.

“Nesse momento [quero] pedir a vocês, que já vêm fazendo e eu agradeço, empenho e dedicação para mudar voto, conseguir os indecisos, levar a vovó para votar. A eleição vai ser bastante rápida, é só um voto e o pessoal vai embora. Vamos virar o jogo”, afirmou.

Mais cedo, Bolsonaro realizou comício em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Após a agenda em Juiz de Fora, o presidente segue para Montes Claros (MG), onde se reunirá com lideranças políticas para a gravação de vídeos.

Portal Guaíra com informações do R7