Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores (MRE), dos 4,4 milhões de brasileiros vivendo no exterior, 697.084 estão aptos para votar para escolher o próximo presidente do Brasil – para quem vive em países estrangeiros, só é possível votar para esse cargo.

Baseada em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Agência Senado informa que o número é 39,21% maior que o registrado nas eleições de 2018.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em 2022, os brasileiros poderão escolher o chefe do Executivo em embaixadas, consulados e repartições diplomáticas espalhadas por 159 cidades de 97 países.

Atendendo a um pedido do TSE, o MRE abriu locais de votação em 21 cidades onde não há embaixadas ou consulados.

Ao todo, serão 989 urnas eletrônicas no exterior e 29 urnas de lona para locais onde há entre 30 e 99 eleitores aptos.

O Código Eleitoral prevê como condição para a criação de mesas de votação no exterior o número mínimo de 30 eleitores. As missões diplomáticas ou repartições consulares comunicarão, aos eleitores votantes no exterior, o horário e o local da votação.

Portal Guaíra com G1