Sete candidatos ao Governo do Paraná participaram do debate da RPC TV (Foto: Rubens Vandresen / RPC TV)

ad

eleicoes020145Sete dos oito candidatos ao Governo do Paraná participaram na noite de terça-feira (30) do debate promovido pela RPC TV. No encontro, os candidatos tiveram a oportunidade de questionar uns aos outros sobre temas de livre escolha e também sobre assuntos pré-definidos, selecionados por sorteio. Foram cinco blocos, sendo o último destinado às considerações finais. Em todos os blocos, cada candidato fez uma pergunta e pode responder a, no máximo, duas.

Estiveram presentes Bernardo Pilotto (PSOL), Beto Richa (PSDB), Geonísio Marinho (PRTB), Gleisi Hoffmann (PT), Ogier Buchi (PRP), Roberto Requião (PMDB) e Túlio Bandeira (PTC). Apenas Rodrigo Tomazini (PSTU) não participou da discussão. Os postulantes formularam as perguntas em 30 segundos. As respostas foram dadas em 90 segundos, 40 segundos para a réplica e 30 segundos para a tréplica.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O primeiro a iniciar a rodada de considerações finais foi Geonisio Marinho. Ele pediu aos eleitores para que se colocassem no lugar dele. Disse que não recebeu doações de bancos e empreiteiras para a campanha e destacou ser contrário a cavalete e banner eleitoral. “Tenho orgulho em dizer que não devo nada a ninguém”. O candidato pediu ainda o voto dos eleitores para os demais candidatos do PRTB e não deixou de destacar a figura da candidata a vice-governadora, Rosângela Balduino, classificando-a de guerreira.

Em seguida, foi a vez de Túlio Bandeira falar aos telespectadores. Ele agradeceu aos eleitores e se apresentou como a opção para os paranaenses nesta eleição. “Eu sou o novo, sou o candidato que representa a opção para o paranaense”, disse. Bandeira direcionou o discurso aos indecisos e afirmou que será o governador que irá resolver a vida dos paranaenses e dar credibilidade e desenvolvimento ao estado.

O candidato peemedebista Roberto Requião também lembrou a candidata à vice-governadora Rosane Ferreira (PV). Requião criticou a gestão do atual governo estadual citando, por exemplo, as áreaa de educação e infraestrutura. “Eu sou o candidato a governador com a obrigação de colocar o governo em ordem”, disse Requião. O postulante mencionou o que realizou quando esteve a frente do Executivo paranaense e fez promessas aos microempresários, dizendo acabar com a atual substituição tributária.

Já a candidata Gleisi Hoffmann usou as considerações finais para agradecer os parceiros de campanha. Além disso, pediu o voto de eleitores indecisos, para que haja um segundo turno no estado. “Eu quero ser governadora para cuidar do povo paranaense, para cuidar da saúde do Paraná, para implantar o ‘Mais Médicos Especialistas’ no Paraná”, afirmou. Ela ainda pediu os votos de mães, de estudantes do Prouni, do Fies, e do Pronatec, e de beneficiários do programa “Minha Casa Minha Vida”.

Ogier Buchi usou as considerações finais para dizer que tem o sonho de oferecer ao Paraná uma proposta nova, contemplando administração pública com modernidade. “Desenvolvi as propostas relativas a esse sonho buscando sempre transformar esse sonho em uma realidade”. Afirmou que é necessário ter compromisso com realidade, e prometer o que é possível cumprir. Ele terminou agradecendo ao partido, correligionários e pedindo votos para os companheiros de legenda.

O candidato à reeleição, Beto Richa, encerrou as considerações finais dizendo que foi o primeiro governador a visitar os 399 municípios do estado, mostrando respeito aos paranaenses que há muitos anos não viam o governador. “Fazemos um governo democrático, o diálogo é o ponto alto da nossa administração”. Disse ainda que transformou o estado em canteiro de obras mesmo tendo recebido dívidas do governo anterior e com discriminação do governo federal.

Sete candidatos ao Governo do Paraná participaram do debate da RPC TV (Foto: Rubens Vandresen / RPC TV)
Sete candidatos ao Governo do Paraná participaram do debate da RPC TV (Foto: Rubens Vandresen / RPC TV)

Fonte: G1