A Renault do Brasil vai investir R$ 2 bilhões em sua fábrica em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Na quinta-feira (30), o governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu, no Palácio Iguaçu, o vice-presidente executivo de Produção do Grupo Renault, José Vicente de Los Mozos, e executivos da multinacional que confirmaram a instalação de uma nova plataforma, a CMF-B, e a produção de um SUV e de um motor 1.0 turbo, que tinham sido anunciados em março.

Com a modernização da planta, a montadora instalada em 1996 em São José dos Pinhais garante presença por, pelo menos, mais uma década no Paraná. “O investimento vem um bom momento para a indústria automotiva do Paraná, que teve, nesta semana, anúncios também da Audi e da Volvo”, afirmou Ratinho Junior. “Esses anúncios consolidam o Paraná como um dos maiores polos automotivos do Brasil”.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“Com essa nova plataforma, a Renault dá a garantia que fabricará, pelos próximos 10 anos, vários modelos de automóveis, que saem do Paraná para o mundo, o que significa a manutenção dos atuais e a geração de novos empregos”, salientou o governador. “É geração de empregos na veia, ajudando o Paraná a bater recordes no mercado de trabalho”.

“O Estado do Paraná é a nossa casa no Brasil. Investimos continuamente desde 1996, quando iniciamos a construção da nova fábrica”, afirmou Los Mozos. “Estamos felizes em anunciar este investimento de R$ 2 bilhões na nova plataforma. Para nós, é importante ter um Governo que estimula o crescimento e inovações”.

CICLO DE INVESTIMENTO – O anúncio de R$ 2 bilhões vem após o último ciclo de investimento de R$ 1,1 bilhão, iniciados em março de 2021, feito na fábrica paranaense. Naquele momento, a modernização era destinada ao lançamento dos veículos Zoe E-Tech 100% elétrico e do novo Captur. Também incluía a linha 2023 dos modelos Kwid, Master, Duster e Oroch, além da pré-venda do Kwid E-Tech 100% elétrico, com entrega prevista para agosto deste ano.

O presidente da Renault América Latina, Luiz Fernando Pedrucci, explicou que os veículos fabricados no Paraná atendem o mercado brasileiro e também são exportados para outros países da América Latina e para a África do Sul. “São José dos Pinhais é o coração da Renault na América Latina. A empresa tem uma estratégia muito clara e definida para seu desenvolvimento e um plano ambicioso de crescimento que passam por aqui”, ressaltou.

A plataforma CMF-B permite a chegada de novos produtos no futuro, além da eventual produção de modelos híbridos e elétricos. “Estamos trazendo para o Brasil o que há de mais moderno dentro do grupo Renault. É uma plataforma moderna que permite uma eletrificação no futuro, com a introdução de motores híbridos”, acrescentou Predrucci.

A prefeita de São José dos Pinhais, Nina Singer, destacou que a cidade é o terceiro maior polo automotivo brasileira, e, apesar de ser a sexta maior cidade do Paraná, tem o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

“O investimento nessa nova plataforma, na qual serão desenvolvidos novos modelos e motores da Renault, vai abrir um leque grande para a mão de obra, dando trabalho para o nosso cidadão. E com trabalho, a cidade cresce”, disse a prefeita. “Os anúncios da Audi e da Renault despontam o nome do nosso município e do nosso Estado para o Brasil e para o mundo. É um grande avanço”.

Paraná tem o segundo melhor tempo na abertura de empresas do País no 1º quadrimestre
EMPRESA – Produzindo no País há 23 anos, a Renault do Brasil conta com quatro fábricas no complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais: a de veículos de passeio (CVP), a de comerciais leves (CVU), a de motores (CMO), além da fábrica de injeção de alumínio (CIA).

A montadora oferece uma gama completa veículos, como o Kwid, Sandero, Stepway, Logan, Duster, Captur, Oroch e Master, além de veículos 100% elétricos: Kwid E-Tech e Zoe E-Tech. Entre as inovações oferecidas pela multinacional de origem francesa está a venda de produtos 100% on-line, entre outras soluções para facilitar a vida dos clientes.

Com o Renault On Demand, serviço de aluguel de veículos a longo prazo, a Renault traz novas soluções de mobilidade, juntamente com vários projetos de compartilhamento de veículos. Desenvolve, ainda, soluções de geração de energia limpa com parceiros, como projeto de Fernando de Noronha, onde foi construída uma garagem fotovoltaica que abastece os mais de 45 veículos elétricos que rodam na ilha.

O Instituto Renault, responsável pelas ações socioambientais da marca no País, colabora com o desenvolvimento da sociedade e já impactou mais de 830 mil pessoas ao longo dos seus 11 anos, atuando nos eixos de Inclusão e Segurança.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil João Carlos Ortega; o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; o presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo; os diretores de Relações Governamentais, Marcus Vinícius Aguiar; e de Comunicação, Caíque Ferreira; e o coordenador de Relações Governamentais da Renault, Carlos de Paula.

Portal Guaíra com informações da AEN