Rodrigo Félix

ad

O governador Ratinho Júnior (PSD) afirmou, na quarta-feira, que se o Senado não incluir os estados na reforma da previdência proposta pelo governo federal, o Paraná fará sua própria reforma. Ratinho Jr alega que sem as mudanças nas regras para aposentadoria de servidores públicos, os estados vão “quebrar”.

“A reforma da previdência é fundamental não para o governo federal, para os governadores. Ela é fundamental para o Brasil”, disse ele, em entrevista para a CATV de Cascavel. “O País quebraria se não tivesse a aprovação da reforma. Hoje o déficit dos estados chega a R$ 1 trilhão nos próximos dez anos, que é o que o governo federal vai economizar praticamente com essa reforma”, apontou Ratinho Jr.

Segundo o governador, não há alternativa a não ser promover uma reforma própria caso ela não seja aprovada pelo Congresso. “O Paraná hoje tem um déficit de R$ 8 bilhões por ano. Tem crescido R$ 700 milhões (ao ano). O ano que vem vai chegar a R$ 1 bilhão. A arrecadação do Estado não acompanha esse volume de pessoas que estão se aposentando, servidores, e que têm o direito de receber a sua aposentadoria. Nós temos que modernizar”, defendeu.

Portal Guaíra com informações do Bem Paraná


ad