O Governador do Paraná, Ratinho Junior, apresentou na manhã desta sexta-feira (27) medidas econômicas para apoiar o setor produtivo do Estado. Com o medo constante dos empresários – principalmente os menores – em como manterão suas atividades econômicas após o coronavírus (covid-19), o Governo liberou linha de crédito para incentivar os comerciantes a seguirem com suas empresas.

Ao todo, o Estado do Paraná liberou por meio do Fomento Paraná e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a quantia de R$1 bilhão para atender os micros e pequenos empresários. Porém, dando uma atenção ao empregados que por determinação do Governador, serão atendidos por estes investimentos as empresas que se comprometerem a manter os empregos dos trabalhadores já registrados.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Além disso, Ratinho Junior, se comprometeu a realizar um contingenciamento na “máquina pública” para focar todos os recursos na área da saúde, e manter todos os contratos terceirizados ativos desde que, os responsáveis pelas empresas contratadas se comprometam a manter os funcionários empregados.

O Governo também anunciou a suspensão do pagamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) – Simples Estadual – pelo período de 90 dias, atendendo cerca de 277 mil empresas do Paraná, que terão este prazo para recuperar o fôlego.

Portal Guaíra com informações da Catve