Brasilienses enfrentam até 4km de filas para abastecer em posto de combustíveis que vende gasolina a R$ 2,98 como parte do Dia da Liberdade de Impostos (DLI).

Levantamento atualizado nesta semana pela Agência Nacional do Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural (ANP) aponta que os preços dos combustíveis subiram na primeira semana de 2023. Entre 1º e 6 de janeiro, o valor médio da gasolina aumentou 3,2% em comparação a semana anterior.

De R$ 4,96 saltou para R$ 5,12 o litro. Já o etanol registrou alta de 3,6% durante o mesmo período, passando de R$ 3,87 para R$ 4,01. O preço médio do diesel também subiu, contudo, foi de 2,56%. De R$ 6,25 foi a R$ 6,41 o litro.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Com a alta de preços e após registros de reclamações em diferentes regiões do Brasil durante esta semana, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu na quarta-feira, 4, um inquérito para investigar a situação nos postos brasileiros.

De acordo com o órgão, o aumento dos preços “às vésperas do período de transição do governo” foram evidentes.

Na última segunda-feira, 2, o novo governo publicou uma Medida Provisória (MP) para prorrogar a isenção dos impostos federais sobre os combustíveis. O objetivo é evitar aumentos nos preços no início deste ano.

Portal Guaíra com informações da Jovem Pan