Possível solução para amenizar as consequências é a negociação entre empresas e funcionários para a adoção de planos de compensação dos dias parados — Foto: Agência Estadual de Notícias/Reprodução

ad

Feriados e pontos facultativos nacionais em 2020 podem fazer a indústria paranaense deixar de faturar até R$ 4,57 bilhões ao longo do ano. A estimativa da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) foi divulgada na quinta-feira (9).

O número, segundo a federação, é 49% maior do que no ano passado, calculada em R$ 3,07 bilhões. Em 2019, três feriados nacionais foram no sábado e um no domingo. No calendário de 2020, seis dos nove feriados nacionais são prolongados – cairão em segundas ou sextas-feiras.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Conforme a Fiep, o cálculo da estimativa foi feito com base na previsão do Produto Interno Bruto (PIB) Industrial (R$ 88,7 bilhões), o número de folgas que vão cair em dias de semana e também as possibilidades de emendas com fins de semana.

A estimava da federação não leva em conta os feriados estaduais e municipais, mas considera pontos facultativos como o Carnaval e Corpus Christi – que não são feriados nacionais.

“Um único dia corresponde a praticamente 5% da produção mensal de uma indústria”, afirma o presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro.

Segundo ele, uma possível solução para amenizar as consequências é a negociação entre empresas e funcionários para a adoção de planos de compensação dos dias parados, que passou a ser permitido depois da reforma trabalhista.

O economista da Fiep, Evânio Felippe, explica que os valores podem variar pelo fato de que indústrias de determinados setores – como siderúrgico, petroquímico e automotivo, entre outros – nem sempre interrompem suas atividades mesmo em feriados.

“Ainda assim, por questões legais, essas empresas precisam arcar com custos extras para manter a produção nos feriados, o que acaba impactando em seus resultados”, afirma.

Portal Guaíra com informações do G1 PR