(Foto: Franklin de Freitas)

ad

A Caixa obteve lucro líquido contábil de R$ 8,026 bilhões no terceiro trimestre, alta de 66,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. O lucro recorrente foi de R$ 4,224 bilhões, queda de 14,2%, segundo o Valor.

O resultado bruto da intermediação financeira (o que o banco ganha com empréstimos) totalizou R$ 16,078 bilhões, alta de 58,1% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. As despesas com provisões para devedores duvidosos (colchão financeiro formado para cobrir possíveis perdas) ficaram em R$ 2,933 bilhões, com alta de 8,2%.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

As despesas administrativas caíram 7,7%, para R$ 2,786 bilhões. As despesas com pessoal aumentaram 4,7%, para R$ 5,183 bilhões. A receita de prestação de serviços ficou em R$ 6,980 bilhões, com leve redução na comparação anual, de 1,8%.

Redução nos juros
Junto com a divulgação dos resultados, a Caixa também anunciou que vai reduzir, a partir de 1º de dezembro, a taxa de juros cobrada no cheque especial. Segundo o banco, a taxa terá um corte de 63%, e passará a ser de 4,99% ao mês.

Empréstimos
A Caixa encerrou o trimestre com R$ 683,186 bilhões em sua carteira de crédito ampla (empréstimos concedidos em todas as linhas), alta de 0,1% em três meses e queda de 1,5% em 12 meses.

O recuo veio da carteira de crédito a pessoas jurídicas, que somava R$ 40,188 bilhões no fim de setembro, queda de 5,0% no trimestre e de 29,7% em um ano.

A carteira de pessoa física subiu 0,9% no trimestre e caiu 4,2% no ano, para R$ 81,458 bilhões. O estoque de financiamentos à habitação, principal modalidade da Caixa, atingiu R$ 456,328 bilhões no fim de setembro, alta de 0,9% no trimestre e de 3,6% em 12 meses.

Já carteira de infraestrutura encolheu 2,2% no trimestre e 1,7% em um ano, para R$ 81,748 bilhões.

A inadimplência da carteira total ficou em 2,38%, contra 2,46% no segundo trimestre e 2,44% no terceiro trimestre do ano passado.

Portal Guaíra com informações do G1