Três pessoas foram condenadas pela morte de um casal de agricultores e por incendiar a casa deles em 2020 em Dois Vizinhos, no sudoeste do Paraná. Daniel Klunk, Amarildo Padilha e Sidinei Polawski, foram condenados pelo crime. As defesas informaram que vão recorrer da decisão.

Veja mais abaixo as condenações e penas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O crime foi em 2 de janeiro de 2020. A casa do casal foi incendiada. O agricultor Valdir Pizatto, de 64 anos e mulher dele, Zenita Pizatto, de 62 anos, foram mortos a tiros.

O homem foi ferido na cabeça e morreu no quintal. A mulher, segundo a polícia, foi carbonizada dentro da casa.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o empresário Daniel vendeu uma terra e antecipou o dinheiro que tinha a receber fazendo um empréstimo com o agricultor Valdir, no valor de R$ 115 mil.

Conforme a sentença, por questões de dificuldades financeiras, Daniel mandou matar o agricultor.

No dia do crime, Amarildo e Sidinei foram até o sítio da família, atiraram no casal e em seguida colocaram fogo na casa.

O julgamento durou três dias. Teve início na segunda-feira (21) e terminou na noite de quarta-feira (23). Foram ouvidas 30 testemunhas.

A juíza determinou que os três acusados permaneçam presos em regime fechado mesmo que recorram das sentenças.

Veja os condenados e as respectivas penas

  • Daniel Klunk: acusado de mandar matar o agricultor e a esposa para não pagar dívida. Condenado a 34 anos e 6 meses de prisão e pagamento de R$ 10 mil de indenização pra família do casal.
  • Amarildo Padilha: acusado de executar o crime, atirar em Valdir e atear fogo na casa. Condenado a 36 anos e 4 meses de prisão, e ao pagamento de R$ 8 mil de indenização pra família do casal.
  • Sidinei Polawski: acusado de executar o crime, atirar em Valdir e atear fogo na casa. Condenado a 36 anos e 4 meses de prisão, e ao pagamento de R$ 8 mil de indenização pra família do casal.

Portal Guaíra com informações do G1