(Foto: TryJimmy/Pixabay)
ad

[dropcap color=”#dd9933″]U[/dropcap]ma mulher de 42 anos foi presa na manhã de quarta-feira (07) após ser flagrada tentando entrar em uma penitenciária com 250 gramas de entorpecentes na vagina. O caso aconteceu em Cuiabá.

O que chama a atenção é que ela foi encaminhada para as unidades de saúde do município mas por falta de profissionais, a droga não pôde ser retirada e ainda está no corpo da mulher.

Segundo informações, a mulher estava na fila para revista e um agente percebeu que ela estava muito nervosa. Ele a levou para procedimentos dentro da unidade prisional. Durante a revista os agentes perceberam que tinha algo na vagina da mulher.

Ela foi encaminhada à uma UPA. um pouco antes de chegarem a unidade os agentes encontraram 100 chips de celular em sua roupa.

Na UPA via Raio-X foi constatado que ela estava com aproximadamente 250 gramas de entorpecentes, ainda não identificado, em sua vagina.

Como não havia profissionais especializados para retirar o produto dali, ela foi encaminhada para outro local onde também estava com falta de profissionais. Diante disso, ela foi encaminhada à mais quatro lugares onde não retiraram a droga da vagina dela. Ela agora aguarda em outra unidade.

Portal Guaíra com informações do Massa News


CLINICA SALUTAR