O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) conversou na terça-feira, 24, com seus apoiadores dentro de um condomínio na Flórida, nos Estados Unidos, e comentou sobre o andamento do governo Lula (PT).

Ao comentar sobre a captação de recursos de artistas pela Lei Rouanet, o antigo chefe do Executivo federal afirmou que “recomeçou a festa”. “Não posso falar nome aqui. Quando eu assumi, cada artista podia pegar até quanto por ano, alguém sabe aí? Cada artista? Artista importante, lógico. Até R$ 10 milhões por ano. Eu passei para R$ 1 milhão quando eu assumi, depois nós passamos para R$ 100 mil. E R$ 100 mil é muito dinheiro, pessoal. R$ 100 mil em dólar são US$ 20 mil, não é isso? Eu sei que o custo de vida é mais caro aqui, você faz a conversão na hora e é mais caro. Mas US$ 20 mil é bastante dinheiro para você aparecer no mundo cultural. Agora, já voltou a festa lá”, disse o ex-mandatário após tirar fotos com apoiadores que residem em solo norte-americano.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Em sua fala, o ex-presidente não citou nomes, mas seu filho e senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), publicou uma mensagem nas suas redes sociais na última semana em que criticava a captação de recursos através da Lei Rouanet de mais de R$ 5 milhões para a realização de uma peça teatral da atriz Claudia Raia.

Na publicação, o parlamentar afirmou que o primeiro mês de governo ainda não chegou ao fim e a “farra com o dinheiro público já está instalada”. “Era para isso que queriam a volta dos lulo-petistas? Quero só ver o que terão feito quando chegar o fim do ano”, completou o congressista.

Portal Guaíra com informações da Jovem Pan