A Polícia Civil de Mato Grosso continua realizações de combate ao mercado de defensivos agrícolas de origem ilícita. Os produtos apreendidos nesta semana são falsificados ou fruto de roubo em propriedades rurais do estado.

A última apreensão aconteceu nesta quinta-feira, 28, no município de Diamantino, a cerca de 200 quilômetros da capital mato-grossense, Cuiabá. A ação é liderada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os agentes encontraram defensivos agrícolas avaliados em aproximadamente R$ 150 mil, escondidos em uma região de mata, nas proximidades da fazenda que foi alvo da operação realizada na terça-feira pela gerência. Na ocasião, a equipe da GCCO apreendeu aproximadamente seis mil litros de defensivos agrícolas roubados de uma fazenda do município de Sapezal no dia 8 de março.

Na manhã desta quinta-feira, os policiais da GCCO receberam informações de que haveria mais produtos de origem ilícita abandonados em uma região de mata nas proximidades da fazenda. As equipes foram até o local e conseguiram realizar a apreensão dos produtos.

“Ainda não é possível afirmar a origem do produto e se foi subtraído de alguma propriedade da região”, diz a Polícia Civil. Segundo o delegado da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, há indícios de que parte do defensivo encontrado seja falsificado e outra parte possivelmente roubado de alguma fazenda da região.

“As investigações estão bem avançadas para identificar e prender esse grupo criminoso que vem atuando na região de Diamantino, Sapezal, Campo Novo e outras cidades do interior. O material apreendido será trazido para Cuiabá e vamos checar lote por lote e confrontar com registros de ocorrências de furtos ou roubos na região”, disse

Portal Guaíra com informações do Canal Rural