A Polícia Civil de Goiás foi informada dias atrás sobre o furto de gado em uma fazenda no município de Morrinhos. Os agentes começaram a investigar o caso e, com ajuda de informações de denunciantes, descobriram o paradeiro dos nove animais subtraídos, avaliados em R$ 40 mil, na sexta-feira, 23.

De acordo com o delegado Fabiano Jacomelis, um dos possíveis envolvidos no crime trabalhou na propriedade furtada. O dono do local faleceu há pouco tempo, e o suspeito aproveitou para furtar o gado.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Os bois foram recuperados, e o receptador, identificado. Os criminosos não foram presos porque não houve flagrante, mas o delegado afirma que deve pedir a prisão preventiva dos suspeitos. Caberá à Justiça decidir. Os animais serão devolvidos aos proprietários legais.

E a investigação não parou por aí. A Polícia Civil suspeita que o tal funcionário tenha ajudado a furtar animais de outras propriedades. Agora, os agentes tentam localizar possíveis vítimas e levantar o número total de bovinos subtraídos.

“As diligências continuam no intuito de esclarecer os demais crimes de furto ocorridos na zona rural nos últimos dias, bem como recuperação dos semoventes”, conclui o delegado Fabiano Jacomelis.

Se forem considerados condenados por furto de gado, os suspeitos podem pegar até cinco anos de prisão.

Portal Guaíra com informações do Canal Rural