Um fotógrafo de Londrina, na região norte do Paraná, criou uma forma de fazer máscaras personalizadas com sorrisos e caretas dos clientes. A ideia de Claudio Nonaca ajudou no faturamento da empresa dele durante a crise provocada pela pandemia.

O uso de máscaras é obrigatório no Paraná em locais de uso coletivo desde abril por causa do novo coronavírus. O estado tem 52.964 casos confirmados e 1.289 mortes provocadas pela Covid-19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Nonaca disse que não precisou investir na empresa para confeccionar as máscaras. A produção é feita pelo mesmo equipamento que o fotógrafo usava para produzir cordões de crachás para empresas.

O fotógrafo contou ainda que foi aconselhado a patentear a produção. No entanto, Nonaca acredita que a ideia pode ajudar outras pessoas em tempos de crise.

“Pensei diferente. Como serviu para aumentar o faturamento da minha empresa, serve também para outras pessoas copiarem, inovarem, e trazer o recurso que pode sustentar muitas famílias”, disse.

Os funcionários da empresa do fotógrafo também utilizam a máscara com a impressão dos rostos no ambiente de trabalho.

A ideia também chegou em uma igreja de Londrina. A máscara com rosto personalizado também está sendo usada pelo padre Romão Martins.

“Muitas máscaras na vida cotidiana que devem ser deixadas de lado. A máscara da prepotência, da falta de humildade. Agora essa aqui [com sorriso] deve ser abraçada”, afirmou.

Portal Guaíra com informações do G1