ad

[dropcap color=”#81d742″]A[/dropcap] Caixa Econômica Federal respondeu a pedido da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) que havia solicitado medidas aos produtores atingidos pelos fenômenos climáticos nesta safra. O documento enviado pela entidade alega que o setor orizícola Gaúcho enfrentará a quarta safra seguida com inviabilidade econômica financeira, sendo em duas oportunidades por razões climáticas e em outras duas em decorrência de problemas comerciais.

A instituição financeira determinou que os produtores rurais que forem afetados e necessitarem da prorrogação, devem enviar a justifica técnica e as documentações que comprovem a incapacidade de pagamento para análise, a fim de a Caixa proceder as prorrogações conforme necessidade. O banco também reforça que nesta safra, em relação ao tema das renegociações, está atuando conforme previsão no Manual de Crédito Rural.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Com isso, a Federarroz orienta os produtores que estiverem enquadrados nesta situação e tenham seus créditos com a Caixa Econômica Federal que entrem em contato com sua agência. Qualquer outra dúvida, o produtor pode consultar a Federarroz pelo telefone (51) 3211.0979 e pedir pelo departamento jurídico da entidade.

Portal Guaíra com informações do Agrolink