(Foto: Prefeitura de Campo Bom)
Ao menos seis pacientes que estavam internados em hospital de Campo Bom, Rio Grande do Sul, morreram na manhã desta sexta-feira (19). Elas podem ter sido motivados por uma “pane” no sistema de distribuição de oxigênio aos pacientes.

A informação das mortes foi divulgada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS). O hospital nega falta do insumo e diz que não há relação entre a pane na distribuição com os óbitos.

Conforme a SES/RS, a morte dos seis pacientes teria “ocorrido devido a uma falha no sistema de distribuição de oxigênio”. As vítimas estavam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e na área semi-intensiva do hospital. Elas foram classificadas como em estado de saúde “muito grave” pela Prefeitura de Campo Bom. Até a tarde desta sexta-feira, no entanto, não se sabe se os pacientes tinham diagnóstico positivo para covid-19.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A Secretaria Estadual de Saúde diz que busca maiores informações sobre o caso. A assessoria do hospital se pronunciou sobre o ocorrido por meio das redes sociais, onde admite a falha no sistema de distribuição. A direção nega informação de falta de oxigênio e também a relação entre o problema de distribuição com os óbitos ocorridos na unidade de terapia intensiva e semi-intensiva.

Diz que “não houve em momento algum falta de oxigênio aos pacientes, devido à rápida ação da equipe assistencial, que acionou imediatamente o Plano de Contingência”. Mas admitiu que houve uma “instabilidade na rede central de distribuição de oxigênio que durou aproximadamente 30 minutos”

Cilindros com oxigênio foram levados ao hospital para caso de necessidade. O hospital opera atualmente com capacidade próxima a 300% acima da média.

Portal Guaíra informações do Portal Agora no RS