Autoridades do governo do Departamento de Alto Paraná denunciaram ao Ministério Público paraguaio, que estaria acontecendo na região um aliciamento de adolescentes entre 14 e 17 anos, utilizadas para trabalhos sexuais em páginas de internet. Segundo os denunciantes, menores de Cidade do Leste estariam sendo exportadas para turismo sexual durante o período que antecede a Copa do Mundo de Futebol, no Brasil. De acordo com as informações do jornal paraguaio Diário Vanguardia, a denúncia chegou através de órgãos de controle nacional, que pedem a abertura de uma investigação pelas autoridades de fiscalização da capital alto-paranaense.

A especialista em aliciamento de pessoas, Ana Rodriguez, afirmou durante um seminário sobre aliciamento sexual realizado em Cidade do Leste, que possui informações de que na cidade paraguaia da tríplice fronteira adolescentes são oferecidas para prostituição em páginas de internet.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A diretora de Ação Social e Igualdade de Oportunidades do Alto Paraná, Rocio Abed, lembrou que havia advertido sobre o aumento do turismo sexual durante a Copa do Mundo no Brasil, no qual mulheres e adolescentes estariam sendo recrutadas e treinadas. “É importante que seja iniciado uma investigação a fundo sobre esta situação, que certamente é alarmante”. A diretora garantiu que será exigido aos órgãos competentes que se investigue com muita seriedade e chegue aos responsáveis pelo crime.

Ainda segundo a especialista em aliciamento, devido a facilidade de trânsito de pessoas entre um país e outro, a fronteira é geralmente a região de maior porcentagem de aliciamento de pessoas.

MENORES-ESTARIAM-SENDO-ALICIADAS-PARA-A-COPA-DO-MUNDO

Fonte: Rádio Cultura Foz