Ximena relatou o que teria acontecido no voo da Chapecoense

A auxiliar de voo Ximena Suárez foi uma das sobreviventes da tragédia que matou 71 pessoas na madrugada de terça-feira (29) na Colômbia.

Internada em estado estável e sem risco de morte, a jovem estava trabalhando na aeronave que levava a equipe da Chapecoense para a final da Copa Sulamericana.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

“O pouco que ela falou foi que luzes começaram a se apagar repentinamente e que 40 ou 50 segundos depois sentiu a pancada. Ela se lembra até aí”, relatou o governador de Antioquia (departamento cuja capital é Medellín), Luis Pérez.

A falha elétrica, um indicativo das luzes terem apagado, é uma das hipóteses para a queda do voo. Outra hipótese, considerada a mais provável, é de que tenha faltado combustível na aeronave.

Portal Guaíra com informações da Rádio Banda B