Sul
A semana termina ainda com chuva, desde o norte e leste do Rio Grande do Sul até o estado do Paraná. Isso por conta ainda do sistema de baixa pressão atmosférica que atua na região, alimentado pelo transporte de umidade que vem da região Amazônica.

A chuva mais volumosa deve ocorrer entre o estado de Santa Catarina e Paraná, inclusive na capital Curitiba. Somente no norte paranaense a chuva vem de forma isolada e pouco volumosa. Nestas áreas também há condições favoráveis a ocorrência de temporais. No extremo sul gaúcho, um sistema de baixa pressão atmosférica se forma no final do dia e, somado a instabilidades no alto da atmosfera, favorecem a ocorrência de chuva no sul e toda a faixa leste do estado.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Sudeste
O sistema de baixa pressão favorece ainda mais a ocorrência de chuva entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, parte de Minas Gerais e sul do Espírito Santo. Essa chuva deve ocorrer de forma isolada, mas vem acompanhada de rajadas de vento significativas e trovoadas. Por enquanto, os maiores volumes de chuva são esperados para o litoral sul de São Paulo, onde a chuva também intercala com períodos de céu nublado.

Centro-Oeste
Semana termina com tempo firme predominando no Brasil Central, por conta da atuação da massa de ar seco e quente. Mesmo assim, há chance de chuva isolada entre o sul de Mato Grosso do Sul e norte e oeste de Mato Grosso, com potencial para trovoadas e rajadas de vento significativas.

Nordeste
Semana termina sem grandes mudanças no Nordeste. Isso porque a circulação dos ventos segue favorecendo o transporte de ar mais úmido para a faixa leste nordestina, com chance de pancadas rápidas e isoladas entre Maceió-AL e Natal-RN.

Norte
Semana deve terminar sem grandes mudanças no tempo na região Norte. Enquanto o oeste tem chuva associada a instabilidades tropicais, o leste da região segue com tempo firme e bastante seco.

Portal Guaíra com informações do Canal Rural