Um homem foi condenado a 49 anos de prisão por abusar sexualmente e matar o próprio enteado em Cianorte, no noroeste do Paraná. O júri popular encerrou na sexta-feira (16), após três dias de julgamento. Relembre o crime a seguir.

Rafael Belini foi considerando culpado pelos crimes de homicídio qualificado e estupro de vulnerável.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O crime aconteceu em 2018. A vítima tinha, à época, quatro anos e deu entrada com crise convulsiva em um hospital. Diante dos ferimentos, médicos suspeitaram que Murilo Henrique Lima havia sido violentado, o que foi confirmado em exame.

Belini está preso desde a época do crime.

Relembre o caso
Em outubro de 2018, Murilo chegou a um hospital de Cianorte com crise convulsiva. Por causa da gravidade do caso, ele foi transferido para um hospital em Umuarama, mas teve morte cerebral três dias depois.

Devido a ferimentos, os médicos que atenderam o menino suspeitaram que ele tinha sido abusado e acionaram a polícia. Um laudo do Instituto Médico-Legal (IML) confirmou o estupro.

Depois de ouvir depoimentos da família, o padrasto da criança foi preso preventivamente e transferido para Curitiba.

Portal Guaíra com informações do G1