ad

Champignon, ex-baixista do Charlie Brown Jr, foi encontrado morto na segunda-feira (9), em seu apartamento no Morumbi, zona sul de São Paulo. De acordo com a delegada Milena Suegama, responsável pelo caso, a mulher do músico disse em depoimento que os dois discutiram durante o jantar em um restaurante japonês no domingo (8) e que, por isso, subiram em silêncio no elevador.

Ainda segundo a mulher do músico, Claudia Bossle Campos, que está grávida de cinco meses do músico, Champignon não usou drogas antes do incidente.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A delegada ainda revelou à reportagem do Hoje em Dia, da Record, que foram encontradas duas marcas de tiros no ambiente em que o baixista usava como escritório e estúdio. Um disparo estava no chão, como se o músico tivesse testado a arma. O outro foi o tiro fatal na cabeça.

Os tiros no apartamento foram feitos com uma pistola .80. Além desta arma, o músico teria uma espingarda calibre 12 em casa.

Champignon tinha 35 anos e teve uma carreira consolidada como baixista do Charlie Brown Jr. O músico também teve passagens pelas extintas bandas Revolucionnarios e Nove Mil Anjos. A morte de Champignon acontece seis meses do falecimento de Chorão, seu parceiro musical por décadas. Chorão morreu em 6 de março deste ano por overdose de cocaína.

Champignon e a mulher Claudia discutiram em um restaurante antes do disparo fatal
Champignon e a mulher Claudia discutiram em um restaurante antes do disparo fatal

Fonte: R7