Centro Cultural Teatro Guaíra (Foto: Redes Sociais)

Um símbolo da arte não só do Paraná, mas também de todo o Brasil, o Centro Cultural Teatro Guaíra divulgou em março os seus esforços para impulsionar o setor e, assim, trazer mais público para os seus eventos. Entre as principais iniciativas destaca-se a diminuição da quantia a pagar pelo aluguel do espaço, assim como a definição clara dos preços máximos que podem ser cobrados. Essa é uma grande oportunidade para produtores ou empreendedores que desejam trazer suas criações para este espaço.

Com uma extensão para quase 3 mil pessoas, o Teatro Guaíra é um dos espaços mais emblemáticos de toda a América Latina, por conta das suas produções e de atividades inovadoras. Por isso, num momento em que se procura reinventar a cultura e voltar a firmar a sua importância entre os brasileiros, este complexo optou por mudar as suas tarifas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Dessa forma, foi diminuído pela metade o valor solicitado aos produtores para a sua presença nos auditórios. Além disso, espaços como o Guairinha e o Teatro José Maria dos Santos (também conhecido como Teatro Zé Maria) vão igualmente possuir uma taxa diferente, correspondente a 5% do recebido em bilhetes. Por fim, também passou a ser exigido um valor máximo a cobrar, dependendo do auditório utilizado.

Para Cleverson Cavalheiro, diretor-presidente do espaço, estas medidas destinam-se especialmente a quem produz a cultura, como maneira de incentivar o seu trabalho e a sua presença no local.

O Teatro Guaíra dispõe de três auditórios, assim como quatro organizações artísticas. Trabalhando divulgar cada vez mais a cultura brasileira, o espaço não só exibe espetáculos sobre as raízes do país ou desenvolve programações especiais para datas como o Dia da Mulher, como também oferece vários cursos, como aulas de ballet.

Uma realidade em que a reinvenção se tornou transversal a todas as empresas

Ainda que o espírito de reinvenção esteja cada vez mais presente entre os ambientes culturais, não foi apenas o Teatro Guaíra que sentiu a necessidade de mudar a sua abordagem na região.

De acordo com informações do Sebrae, o Paraná é o quarto estado do país que mais tem saldo referente a negócios abertos, por conta do grande investimento empresarial na região. Entre estas empresas, 1.434 são startups que, nos últimos anos, criaram mais de 12 mil postos de trabalho em diferentes municípios.

Em um cenário tão ativo como esse, não é de estranhar a capacidade de reinvenção das suas empresas à atual realidade. Entre elas encontra-se a história da família Fischer, que há muitas gerações dão novas trajetórias aos seus negócios. A mais recente foi a criação de uma loja de cosméticos naturais e totalmente orientados para o meio ambiente, incluindo uma categoria de produtos para casa, que opera online.

Na verdade, o digital não está só próximo deste negócio familiar, como também passou a ser essencial para todas as empresas — principalmente nos últimos dois anos. Em um contexto em que os serviços de delivery não param de crescer, assim como o número de pessoas em trabalho remoto, também o entretenimento se converteu a estas ferramentas.

Entre estas áreas encontra-se a dos cassinos, que viram no digital uma oportunidade de crescerem e chegarem a novos mercados. Para isso, foram criadas plataformas para novos sites de cassinos que, além de disporem de bônus de boas-vindas, também apresentam um design inovador e uma quantidade gigante de jogos.

Centro Cultural Teatro Guaíra altera o seu modelo de negócio como forma de promover a cultura brasileira • Portal Guaíra

Com esta transformação digital, não foram só os jogos que passaram a dominar o online, mas todo o mercado de entretenimento pode ser acessado nestas plataformas. Por isso, tornou-se possível assistir a filmes e séries a partir do conforto de sua casa, bem como ouvir qualquer música que deseja. Graças a plataformas de streaming como o Spotify, Apple Music ou até o YouTube, independentemente do lugar onde você esteja pode ouvir a sua música favorita, seja no smartphone, tablet ou desktop.

Na prática, todos os negócios sem exceção tiveram de olhar para dentro e identificar novas oportunidades, mas também desafios. Dessa forma, foram diversas as estratégias adotadas, seja na mudança do modelo de negócios como na sua migração para outros canais de vendas. O caso do Paraná e do Centro Cultural Teatro Guaíra não podia ser diferente e, inseridos num ecossistema de inovação, podemos afirmar que nunca teve a cultura tão perto de ser apreciada.

Redação Portal Guaíra