ad

Ronaldo Miranda, que conduzia o carro de Cristiano Araújo no dia do acidente fatal, estava dirigindo a uma velocidade de 179,3 km/h antes do automóvel capotar. Essa foi a conclusão do relatório técnico realizado pela montadora Land Rover, fabricante do veículo usado no dia da morte do sertanejo.

“Essa informação não tem valor oficial. Ainda aguardamos a conclusão do Instituto de Criminalística da Polícia Civil para concluir as investigações, mas ela vem corroborar o depoimento do próprio motorista, que assumiu que dirigia acima da velocidade permitida”, explicou o delegado responsável pelo caso, Fabiano Henrique, ao “Ego”.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

E finalizou: “O nosso laudo investiga também se a questão das rodas não-originais influenciou ou não”.

Vale ressaltar que a velocidade máxima do trecho da rodovia onde aconteceu o acidente é de 110 km/h.

Caso seja confirmado também no laudo da polícia que Miranda dirigia acima do permitido, o rapaz poderá ser indiciado pelo crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

A pena pode variar de dois a quatro anos de detenção, com suspensão da Carteira Nacional de Habilitação ou proibição de se obter uma nova.

cristiano_araujo

Portal Guaíra com informações MSN Notícias