(Reprodução/Facebook)
ad

[dropcap color=”#dd3333″]N[/dropcap]a tarde de segunda-feira (2) foi emitido o laudo oficial da morte da garotinha Tábata, 6 anos de idade.

O delegado operacional explica que o documento comprova o que foi repassado preliminarmente pelo legista: que a menina foi morta por asfixia, sofreu abuso sexual e tinha um afundamento na coluna.

Já foi encaminhado pedido para a divisão de homicídios de Curitiba fazer um novo interrogatório do acusado do crime, tendo em vista que o trabalho em Umuarama foi interrompido pelas manifestações populares.

Eduardo Leonildo da Silva permanece detido na Casa de Custódia na Capital do Estado.

Portal Guaíra com informações do OBemdito


CLINICA SALUTAR