bruno-marcelo2Em entrevista à Rede Record na noite de ontem (11), o goleiro, condenado a 22 anos de prisão pela morte de Eliza Samúdio, disse que ainda sonha em voltar a jogar futebol algum dia e, até mesmo, ser convocado para defender a seleção brasileira.

“Se isso não acontecer, eu não vou me abater, mas vou continuar lutando”, afirmou Bruno.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Sobre o crime, o goleiro disse ser inocente quanto as acusações de ser o mandante da morte de Eliza. Entretanto, ele admitiu que sabia do crime, que foi cometido pelo amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o famoso Macarrão.

Este teria contratado bola para que matasse Eliza, mulher com quem bruno teve um filho após uma relação, que segundo o goleiro, durou apenas 15 minutos.

23_28_10_520_file

Veja o vídeo