A 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais (região metropolitana de Curitiba), marcou os dias 5 a 7 de agosto o interrogatório dos sete réus do julgamento sobre a morte do jogador Daniel Correia Freitas. A decisão foi assinada na última segunda-feira (17) pela juíza Luciani Regina Martins de Paula.

Daniel foi encontrado morto em São José dos Pinhais em 27 de outubro do ano passado. O empresário Edison Brittes Júnior confessou ter matado o jogador, alegando que Daniel teria tentado estuprar sua esposa Cristiana Brittes. Além de Edison, devem ser ouvidos no interrogatório Cristiana e a filha do casal, Allana Brittes.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Sete pessoas foram denunciadas pelo assassinato de Daniel, que aconteceu na Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais. São elas: Edison Luiz Brittes Júnior, Cristiana Rodrigues Brittes, Allana Emilly Brittes, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva, Ygor King, David Willian Vollero Silva e Evellyn Brisola Perusso. Dos réus, apenas Evellyn responde ao processo em liberdade.

Portal Guaíra com informações do Bem Paraná