Uma criança de 8 anos foi abandonada pelos pais em uma residência no Bairro Canadá em Cascavel. A situação foi atendida pelo Conselho Tutelar da cidade na segunda-feira (17).

Os vizinhos notaram o fato e começaram a dar os primeiros cuidados ao menino, que seria autista.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Após isto, os órgãos responsáveis foram acionados, sendo que o Conselho Tutelar encaminhou o garotinho para o acolhimento.

Os pais, conforme o levantamento, teriam ido embora para o Estado de Santa Catarina, sendo que o garoto estaria sozinho desde a última quinta-feira (13).

Veja o que diz o Conselho Tutelar:
Segundo o Conselho Tutelar, a equipe foi mobilizada por meio de uma denúncia que relatava que um menino autista, de oito anos, teria sido abandonado pelos pais. A situação aconteceu no Bairro Canadá.

No terreno com duas casas moravam os pais da criança em um dos imóveis e no outro um casal de vizinhos. Na quinta-feira (13) os vizinhos perceberam que os pais da criança não estavam mais no local e acolheram a criança durante todo o final de semana, até que uma outra conhecida da família que acolheu o garoto percebeu a gravidade da situação e decidiu acionar o Conselho Tutelar.

A conselheira informou que o garoto estava sendo bem tratado na residência acolhedora e que ele ajudou com algumas informações, como em qual escola ele estudava.

O menino de oito anos recebia as atividades escolares por meio de um tio, pois a mãe afirmava que não poderia ir até a escola, pois tinha que cuidar de um outro filho recém-nascido. Neste ano, a escola percebeu a dificuldade da família entregar novamente as atividades, fato que aconteceu apenas uma vez durante todo o início de período escolar de 2021.

O garoto possui apenas o nome da mãe no registro e ,segundo informações de vizinhos, um tio morava juntamente na residência. Esses dois parentes viajaram para o estado de Santa Catarina.

Segundo a conselheira, o órgão encaminhará a criança ao Programa Família Acolhedora, enquanto a mãe tentará ser localizada para explicar a situação e para ser devidamente penalizada pelo abandono.

Portal Guaíra com informações da CGN