Na tarde desta quarta-feira (12), o médico acusado de matar a cachorrinha Capitu foi ouvido em audiência de custódia no Fórum de Cascavel. Ele foi liberado e deixou a Cadeia Pública de Cascavel logo em seguida sem pagar fiança.

O médico foi detido na segunda-feira (10) após denúncias de vizinhos que ouviram os gritos da cachorrinha. Foi aberto um inquérito para investigar a morte da cadelinha e o primeiro laudo indica que o animalzinho sofreu um traumatismo craniano.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

A audiência que ocorreu virtualmente, concedeu liberdade provisória. O juiz ainda considerou que o rapaz é réu primário e sem antecedentes criminais.

Portal Guaíra com informações do Portal SOT