ad

CASCAVEL-JOVENS-CONFESSAM-QUE-IDOSO-FOI-MORTO-AOS-POUCOS-3

Cleverson de Lima Santin e Maycon Ferreira de Lima, ambos de 19 anos, confessaram ter matado Oclécio Morandini, 83 anos, na noite do último sábado (27), na casa dele, no Centro de Cascavel, para roubar o carro e também perfume do idoso. Além dos dois, que são irmãos de criação, um adolescente de 15 anos também confessou participação e já está no Cense, cumprindo medida socioeducativa.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O crime foi cometido com crueldade e os três demonstraram frieza e nenhum tipo de arrependimento. Os detalhes do crime foram repassados para a imprensa em entrevista coletiva na manhã de ontem (30), no auditório da Polícia Civil em Cascavel. O delegado-chefe, Pedro Fernandes de Oliveira, destacou o trabalho em conjunto realizado pela Polícia Militar (PM) e os investigadores da Delegacia de Homicídios.

A delegada Mariana Vieira relatou que em depoimento o trio informou que matou o idoso com facadas e pauladas, mas aos poucos.

“Eles disseram que um pouco agrediam o idoso, daí iam procurar alguns objetos na casa, quando viam que ele estava agonizando voltavam e agrediam de novo”, relata a delegada.

Os acusados disseram que o idoso estava dormindo quando eles entraram na casa. Também confessaram ter premeditado o crime, observando a residência com a intenção de levar o Palio da vítima.

O subcomandante do 6º BPM (Batalhão de Polícia Militar), major Rubens Garcez, explicou que os policiais possuem um grupo no WhatsApp e a placa do Palio roubado foi informado para todos os membros. O soldado Rocha, do Pelotão de Choque, estava de folga e viu o automóvel. Graças a essa ação, os outros militares e investigadores da Delegacia de Homicídios conseguiram chegar aos autores do latrocínio.

“O soldado Rocha estava de folga e viu o carro. Ele avisou o tenente e imediatamente começou o acompanhamento ao veículo. Quero destacar que nossos policiais sempre estão atentos e ontem mesmo de folga, o Rocha conseguiu ajudar nessa elucidação”, destacou o major.

O adolescente de 15 anos foi levado à delegacia pelos familiares dele. Cleverson estava dirigindo o Palio e Maycon estava na casa, no Bairro Morumbi. A faca usada para matar o idoso estava na casa de Cleverson, no Bairro Cancelli, e a madeira foi deixada na residência da vítima.

Como o crime foi praticado na noite de sábado, ontem não havia mais situação de flagrante, mas a delegada Mariana Vieira solicitou à Justiça a prisão preventiva dos maiores e o internamento do adolescente, que foi concedido pelo Juiz.

“Em menos de seis horas, que ficamos sabendo do caso, conseguimos identificar todos os envolvidos e mesmo tendo passado o flagrante, conseguimos que a Justiça concedesse o mandado de prisão preventiva dos maiores e de internamento do adolescente”, finalizou.

CASCAVEL-JOVENS-CONFESSAM-QUE-IDOSO-FOI-MORTO-AOS-POUCOS

Portal Guaíra com informações da CGN