Dois irmãos acusados de bater com o carro em uma moto, arrastar e matar Amanda Prado Amorim, de 19 anos, em Cascavel, no oeste do Paraná, foram condenados a 29 anos de prisão em regime fechado por homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

O irmão que estava na direção do veículo no dia do crime foi condenado também por crime de trânsito. O júri popular ocorreu nesta quinta-feira (9).

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Além de Amanda, uma amiga dela que estava junto na moto ficou gravemente ferida, mas sobreviveu. À época, a polícia disse que os irmãos Fabio de Freitas e Roberto Carlos de Freitas Souza bateram de forma intencional.

A defesa dos dois réus afirmou que vai recorrer da decisão.

O caso
Conforme as investigações, Amanda e uma amiga, de 20 anos, estavam em uma moto quando foram atingidas pelo carro dos dois irmãos, na noite de 12 de junho de 2020.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que o carro se aproxima da motocicleta.

De acordo com a polícia, o carro perseguiu a moto até bater contra as duas vítimas, que foram arrastadas por cerca de 20 metros. Amanda morreu e a amiga ficou gravemente ferida.

Em depoimentos à polícia, os dois negaram a intenção de bater com o carro na motocicleta.

Portal Guaíra com informações do G1