ad
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

O ano de 2012 foi um dos mais violentos da história de Cascavel. Até o meio-dia de ontem, 169 pessoas haviam perdido a vida de forma violenta, número 29% superior ao registrado em 2011.

Ao todo, foram 149 homicídios, sete latrocínios e 13 mortes ocorridas em confronto com policiais.

Em 2009 a estatística apontou para 116 homicídios, 31% a menos que no ano que terminou ontem; em 2010, houve 129 homicídios e 131 em 2011.

O recrudescimento da violência levou à instalação da Delegacia de Homicídios em Cascavel e até mesmo de uma UPS (Unidade Paraná Seguro), na região norte, a primeira do interior do Estado.

Com isso, houve um incremento no número de policiais e também de viaturas. Mesmo assim, os índices continuaram crescendo.

A Delegacia de Homicídios conseguiu solucionar cerca de 70% dos casos ocorridos em 2012.

Segundo o delegado Luis Rogério Ramos Sodré, titular da DH, a maioria dos homicídios está ligada a outros crimes, como o tráfico de drogas.

“Muitos são os casos em que há dívidas de drogas ou acerto de contas. Nossos investigadores conseguiram, durante este ano, solucionar vários casos em tempo reduzido, mesmo assim, é difícil prever quando alguém resolve tirar a vida de outra pessoa”, disse.

Fonte: O Paraná


CLINICA SALUTAR