ad

O advogado Yvan Gomes Miguel, que atua na defesa de Marco Carmo Rocha, pai do menino de 11 anos que foi atacado por um tigre na semana passada, ao invadir uma área restrita e colocar o braço dentro da jaula do animal, disse, na tarde de ontem (04), que processará o zoológico de Cascavel, onde aconteceu o incidente.

“Estamos aguardando pelo menos a conclusão de uma parte do inquérito policial [instaurado pela Polícia Civil para apurar as responsabilidades no caso], em relação à oitiva de pessoas e também resultados dos laudos, para propormos as ações. Entendemos que a responsabilidade é exclusiva do zoológico”, afirmou o advogado, por telefone.

Na interpretação de Yvan Gomes Miguel, o fato de o local ter autorização do Ibama, não ameniza a responsabilidade no caso. “A desculpa deles é essa, mas imagine, se um motorista, trafegando a 200 quilômetros por hora, alcoolizado, sobe na calçada e atropela uma pessoa. O fato de o veículo estar licenciado não mudará a responsabilidade dele”, exemplifica o advogado, que ressalta o princípio da proteção integral.

Yvan Gomes Miguel explicou que aguarda os desdobramentos do caso para definir o pedido de indenização, já que ainda estão, segundo ele, ocorrendo danos morais e materiais para a família. “Em no máximo 15 dias teremos os elementos suficientes para, em nome do garoto, solicitarmos o que entendemos ser cabível”, pontua.

Lesão corporal

O advogado Yvan Miguel diz que discorda que o caso seja tratado como lesão corporal de natureza grave. “O que ocorreu é lesão corporal culposa. Entendo que não é responsabilidade do pai e, caso o judiciário entenda o contrário, esse homem já carregará os efeitos do fato para a vida. A gente não está falando de um chefe de crime organizado e sim de um pai de família, que já está em desgraça pelo acontecimento”, destaca o defensor.

Zoológico

Nesta tarde, o administrador do zoológico de Cascavel, médico veterinário, Valmor Passos, afirmou que o “Município vai se defender na hora oportuna e no momento oportuno. As imagens são claras.”

MENINO-ATACADO-PELO-TIGRE

Fonte: CGN