Poucas horas após ser encontrado o corpo de uma adolescente morta no interior de uma residência, no interior do município de São José das Palmeiras, um segundo corpo foi encontrado, o do amásio dela, ainda não identificado, mas conhecido como “Gilsinho”, a princípio alvejado com um tiro na cabeça.

O corpo foi encontrado no final da manhã de ontem (3), ao lado de uma estrebaria, a cerca de 200 metros da residência onde a sua companheira Luana Rodrigues Barcelos, de 15 anos, foi encontrada morta, também com um tiro na cabeça.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O duplo homicídio passa a ser investigado pela Polícia Civil de Santa Helena, visando identificar os autores e a motivação, que por enquanto tudo não passa de um grande mistério.

O corpo de “Gilsinho” foi removido para o Instituto Médico Legal de Toledo, para ser necropsiado. O mesmo ainda não foi identificado, porque não portava documentos e pela cena do crime acredita-se que sequer teve tempo de esboçar reação, pois estava de chinelos nos pés, o que não ocorreria caso tivesse tentado ou lutado com o autor do crime.

Na noite de terça (02), foi descoberto o primeiro crime em São José das Palmeiras, na Linha São Caetano. No local, os policiais encontraram a adolescente Luana Rodrigues Barcelos, de 15 anos com uma perfuração na face, causada por um disparo de arma de fogo.

A ambulância municipal foi até o local do crime, porém a vítima já se encontrava em óbito.

Policiais civis da Delegacia de Santa Helena também estiveram no local e realizam buscas no intuito de localizar o autor do homicídio. O corpo de Luana foi encaminhado para o IML de Toledo, para exames de praxe, onde foi confirmado que ela foi atingida com um tiro na altura do nariz.

Fonte: Correio do Lago