Um professor foi preso suspeito de importunação sexual, em Capanema, no sudoeste do Paraná, na quarta-feira (13), segundo a Polícia Civil.

Conforme a polícia, a prisão foi feita após prévio parecer do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e da decisão do juiz da comarca, que verificou que o suspeito estava importunando sexualmente as vítimas.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O investigado responde também a outros processos por fatos similares, segundo a polícia.

Detalhes sobre o suspeito e como o crime ocorreu não foram divulgados pela polícia.

Lei contra importunação sexual entrou em vigor em setembro de 2018 e criminaliza atos libidinosos sem o consentimento da vítima, como toques inapropriados. A pena é de 1 a 5 anos de prisão.

O professor é da cidade de Planalto, também no sudoeste.

De acordo com a polícia, ele foi encaminhado à carceragem temporária da Delegacia de Capanema.

Portal Guaíra com informações do G1