Um homem foi condenado a 19 anos, nove meses e 18 dias de prisão, em regime fechado, por matar a esposa a facadas em Candói, na região central do Paraná. O julgamento ocorreu nesta terça-feira (10), no Fórum de Guarapuava, na mesma cidade.

Ele foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado: por motivo fútil, dissimulação e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e feminicídio.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

O crime aconteceu em 2019. Carol Baroni dos Santos, de 25 anos, foi encontrada morta e ferida com golpes de faca em frente à casa onde morava.

Relembre o caso
O homem fugiu do local após o crime. Três dias depois, ele se apresentou à polícia e foi preso.

De acordo com a Polícia Civil, o casal discutia com frequência. De acordo com a irmã da vítima, o suspeito agredia a jovem com frequência.

“Ameaçou ela com uma arma uma vez. Ele bateu nela com o revólver, deu uma coronhada nela e desferiu socos no rosto. Ele ameaçava ela que não deixaria vir mais pra cá [Guarapuava] ver a gente”, contou.

No dia do crime, segundo a irmã, ela iria buscar Carol.

A vítima estava casada com o suspeito há nove anos, conforme a irmã.

Após o crime, testemunhas relataram que viram o suspeito próximo a uma mata com uma faca, segundo a polícia. As testemunhas disseram ainda que o homem havia dito que tiraria a própria vida.

Portal Guaíra com informações do G1