Cinco pessoas foram presas e uma morreu após ação do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) em Curitiba. Ontem (5) policiais começaram uma verdadeira perseguição aos autores do assassinato do superintendente Marcos Gogola.

Jean Fernando Portela de Matos, Iago Gonçalves, Anderson Luiz Barbosa da Luz são os suspeitos presos responsáveis pelo arrebatamento do detento Dionatan Mendes de Quadro. Ainda durante a noite de ontem, Pedro Ferreira, que também participou da fuga, morreu após confronto com policiais.
presos

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Dionatan foi baleado e está internado, mas sem risco de morte.

Os pais de Dionatan, Mauro do Socorro de Quadros e Iracema de Fátima Mendes da Silva, também foram presos.

Segundo a delegada titular da Delegacia de Campo Largo, Gisele Durigan, eles foram os autores intelectuais do crime.

Mauro nega qualquer envolvimento com a fuga do filho e afirma que só soube que ele havia fugido horas mais tarde.

De acordo com o delegado titular do Cope, outras unidades da Polícia Civil também ajudaram nas buscas aos fugitivos logo após o crime. O agente de cadeia baleado segue internado.

No início da tarde dessa sexta-feira em uma cerimonia que contou com a presença de mais de 300 policiais civis, Marcos Gogola foi enterrado. O dia segue marcado pela paralisação das delegacias de todo o Estado até a meia noite. O protesto é pela situação de superlotação de carceragens e desvio de função dos policiais civis.

Veja o vídeo

Fonte: Catve/Curitiba