(Foto: Marcel Mercúrio | Rede Massa)

Na noite de domingo (10), a dona de um bar em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi baleada após uma briga dentro do estabelecimento. O atirador morreu depois de ameaçar atirar nos policiais.

A confusão começou quando a polícia foi chamada para atender um caso de violência doméstica. Segundo a denúncia, um filho estava agredindo a mãe. No entanto, quando chegaram no local, os policiais descobriram que a briga havia sido entre dois irmãos.

-------------- Notícia continua após a publicidade -------------

Um homem de 40 anos era um dos irmãos. De acordo com o boletim de ocorrência, enquanto os policiais orientavam a mãe, ele começou a desacatar a equipe. Ele chegou a dizer que queria ser preso e foi levado para a delegacia.

Depois de preencher um termo circunstanciado pelo crime de desacato, ele foi liberado.

Horas depois, ele estava fazendo confusão na frente de um bar, próximo da casa dele. De acordo com testemunhas, ele foi expulso do estabelecimento pela dona do bar e por dois homens. Minutos depois, ele voltou armado e efetuando disparos.

A polícia foi acionada até o bar. Segundo uma testemunha, os policiais pediram para ele abaixar a arma três vezes, mas ele não obedeceu e os policiais efetuaram disparos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer a dona do bar e o homem. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no meio da rua. Já a proprietária foi socorrida em estado grave com um tiro nas costas. Ela foi levada ao Hospital Nossa Senhora do Rocio.

Portal Guaíra com informações do Massa News